NOTÍCIAS


13/05/2022

Zootecnistas do IZ atuam com a segurança alimentar do campo ao consumidor

Dia do Zootecnista – cuidar de toda cadeia produtiva para alcançar a sustentabilidade alimentar

Responsável pela produção de alimento de origem animal, os zootecnistas da pesquisa científica do Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, atuam com conhecimentos técnico-científicos para o melhoramento genético, nutrição e manejo alimentar, manejo e conservação de pastagens e forragens, comportamento e bem-estar animal, além dos trabalhos serem vinculados à sustentabilidade ambiental.

O IZ conta hoje com 24 zootecnistas, profissionais com doutorado e pós-doutorado, que compõem o quadro dos 34 pesquisadores, com projetos de pesquisas em cinco Centros e quatro Núcleos Regionais e dez Laboratórios de Pesquisa. “Todos os projetos desenvolvidos pelo IZ entregam soluções para uma pecuária mais eficiente e sustentável”, destaca Enilson Ribeiro, diretor geral.

“Podemos dizer que o Zootecnista está presente em sua casa de variadas formas, como na proteína animal presente na alimentação em sua mesa, em seu vestuário [roupas, cintos e sapatos] que utiliza no dia a dia e, também, no alimento dos mais variados animais de estimação”, detalha Enilson.

Diante de um consumidor preocupado com os cuidados na criação dos animais e do meio ambiente, Enilson salienta que cabe, “a nós, pesquisadores científicos da zootecnia, suprir essa demanda com uma produção, cada vez mais, saudável e segura, superando as expectativas desse mercado. Lembrando ainda do produtor, ao entregar inovações tecnológicas a sua propriedade”.

Em nome desta instituição de Zootecnia, fica nossa homenagem aos profissionais que se dedicam em estudar e pesquisar métodos de potencialização da produção animal e vegetal com qualidade, sem prejudicar o meio ambiente, com conforto animal e a satisfação dos consumidores.

A ciência zootecnia

O termo Zootecnia, originário do surgimento da ciência, ganhou repercussão e disseminou-se pelo mundo, com ênfase para os países de língua lusófona, castelhana e alemã que foram fortemente influenciadas pela escola francesa de formação doutrinária do modelo. A palavra Zootecnia origina-se do grego “zoon – animal” e “technê– arte”, que significa a arte de criar animais.

Em homenagem a data da aula inaugural do primeiro curso superior de Zootecnia no Brasil, em 13 de maio de 1966, em Uruguaiana (RS), criou-se no calendário brasileiro o Dia do Zootecnista.

Segundo informações da Associação Brasileira de Zootecnia (ABZ), a zootecnia é essencial para conferir o grau de competitividade das diferentes cadeias produtivas da criação animal e assegurar a produção de proteína de origem animal de forma eficiente, economicamente viável, socialmente justa, ética, garantindo bem-estar aos animais e ambientalmente correta para atendimento da demanda da população.


Lisley Silvério(MTb. 26.194)
Assessora de Imprensa
Núcleo de comunicação Científica

Instituto de Zootecnia
Secretaria de Agricultura e Abastecimento
Governo do Estado de São Paulo
Fone: +55 (19) 3476-0841
lsilverio@sp.gov.br
www.iz.sp.gov.br |www.agricultura.sp.gov.br


Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir