Acúmulo de forragem e estrutura do dossel de Capim-Marandu diferido e adubado com nitrogênio

  • R. M. Carvalho Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil
  • L. C. Alves Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil
  • P. H. M. Rodrigues Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil
  • W. D. Souza Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil
  • A. B. Ávila Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil
  • M. E. R. Santos Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil
Palavras-chave: Brachiaria brizantha, composição morfológica, massa de forragem.

Resumo

A adubação nitrogenada em pastos diferidos aumenta a produção de forragem que será utilizada na época de inverno, o que representa benefício para o pecuarista. Esse trabalho foi conduzido para avaliar o acúmulo de forragem e a estrutura dos dosséis de Brachiaria brizantha cv. Marandu (capim-marandu) durante o período de diferimento, em resposta à adubação nitrogenada. Foram avaliadas duas estratégias de adubação do capim-marandu: adubação de 200 kg/ha de N parcelada em três aplicações a cada 30 dias (duas aplicações antes e uma no início do período de diferimento) e adubação em dose única de 50 kg/ha de N no início do período de diferimento. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com dois tratamentos e quatro repetições. No início do período de diferimento, as características estruturais do dossel de capim-marandu não variaram entre as doses de nitrogênio. Durante o período de diferimento, as produções de forragem (P=0,0388), de lâmina foliar viva (P=0,0041) e de colmo vivo (P=0,0095) foram maiores nas plantas adubadas com 200 kg/ha de N do que naquelas adubadas com 50 kg/ha de N. A senescência da lâmina foliar e do colmo não foram influenciadas pelas doses de nitrogênio, com valores médios de 1497 e 1432 kg/ha de matéria seca, respectivamente. O maior (P=0,0265) acúmulo de forragem ocorreu no capim adubado com 200 kg/ha de N e este foi predominantemente de colmo. Ao término do período de diferimento, as plantas adubadas com 200 kg/ha de N apresentaram maiores massa de forragem (P=0,0400), alturas da planta (P=0,0252) e da planta estendida (P=0,0488), e maior índice de área foliar (P=0,0098), em comparação à planta adubada com 50 kg/ha de N. Padrão de resposta contrário ocorreu com a percentagem de colmo morto. A aplicação de alta dose de nitrogênio resulta em capim-marandu mais alto, com maior massa de forragem e percentagem de colmo e menor percentagem de tecidos mortos.

Publicado
30-03-2017
Como Citar
Carvalho, R., Alves, L., Rodrigues, P., Souza, W., Ávila, A., & Santos, M. (2017). Acúmulo de forragem e estrutura do dossel de Capim-Marandu diferido e adubado com nitrogênio. Boletim De Indústria Animal, 74(1), 1-8. https://doi.org/10.17523/bia.v74n1p1
Seção
FORRAGICULTURA E PASTAGENS