Desempenho, características das carcaças e da carne de cordeiros alimentados com dietas contendo gordura protegida

  • Romildo Marques de Farias Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Ciências Agrárias, Dourados, MS
  • Alexandre Rodrigo Mendes Fernandes Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Ciências Agrárias, Dourados, MS
  • Leonardo de Oliveira Seno Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Ciências Agrárias, Dourados, MS
  • Fernando Miranda Vargas Júnior Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Ciências Agrárias, Dourados, MS
  • Hélio de Almeida Ricardo Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Ciências Agrárias, Dourados, MS
  • Luis Gustavo Castro Alves Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, PR
  • Keni Eduardo Zanoni Nubiato Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), Pirassununga, SP
  • Luiz Fernando Pereira Ortiz Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Ciências Agrárias, Dourados, MS
Palavras-chave: cor da carne, gordura inerte, maciez, níveis de energia, ovinos

Resumo

Objetivou-se avaliar desempenho, características das carcaças e qualidade da carne de cordeiros mestiços Suffolk, alimentados com dietas contendo gordura protegida. Foram utilizados 18 cordeiros machos, não castrados, com 18,8 ± 2,1 kg e média de idade de 70 dias. Os animais permaneceram confinados por 63 dias recebendo dietas contendo 0%, 4,2% e 5,8% de gordura protegida e foram abatidos com 34,8 ± 5,2 kg. O delineamento experimental foi inteiramente casualisado e os resultados foram analisados por regressão. Observou-se efeito quadrático do teor de gordura protegida na dieta para ganho de peso médio diário e ingestão de proteína bruta, com o ponto de máximo para o teor de 4,2%. Houve efeito linear crescente para ingestão de extrato etéreo. Não houve efeito do teor de gordura protegida nas dietas sobre as características de carcaça. Houve efeito quadrático para força de cisalhamento, com maior valor (3,75 kg) para a carne dos animais que receberam teor de 5,8 % de gordura protegida na dieta. O teor de extrato etéreo da carne também aumentou conforme a adição de gordura na dieta. Com base nos resultados, não se recomenda a utilização de gordura protegida em dietas com elevada proporção de concentrado para terminação de cordeiros em confinamento.

Biografia do Autor

Luiz Fernando Pereira Ortiz, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Ciências Agrárias, Dourados, MS
Objetivou-se avaliar desempenho, características das carcaças e qualidade da carne de cordeiros mestiços Suffolk, alimentados com dietas contendo gordura protegida. Foram utilizados 18 cordeiros machos, não castrados, com 18,8 ± 2,1 kg e média de idade de 70 dias. Os animais permaneceram confinados por 63 dias recebendo dietas contendo 0%, 4,2% e 5,8% de gordura protegida e foram abatidos com 34,8 ± 5,2 kg. O delineamento experimental foi inteiramente casualisado e os resultados foram analisados por regressão. Observou-se efeito quadrático do teor de gordura protegida na dieta para ganho de peso médio diário e ingestão de proteína bruta, com o ponto de máximo para o teor de 4,2%. Houve efeito linear crescente para ingestão de extrato etéreo. Não houve efeito do teor de gordura protegida nas dietas sobre as características de carcaça. Houve efeito quadrático para força de cisalhamento, com maior valor (3,75 kg) para a carne dos animais que receberam teor de 5,8 % de gordura protegida na dieta. O teor de extrato etéreo da carne também aumentou conforme a adição de gordura na dieta. Com base nos resultados, não se recomenda a utilização de gordura protegida em dietas com elevada proporção de concentrado para terminação de cordeiros em confinamento.
Publicado
31-01-2015
Como Citar
Farias, R., Fernandes, A., Seno, L., Vargas Júnior, F., Ricardo, H., Alves, L., Nubiato, K., & Ortiz, L. (2015). Desempenho, características das carcaças e da carne de cordeiros alimentados com dietas contendo gordura protegida. Boletim De Indústria Animal, 72(1), 14-20. https://doi.org/10.17523/bia.v72n1p14
Seção
NUTRIÇÃO ANIMAL

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)